Crítica “Breaking Dawn Part 2”

Ao contrário do que se espalhou aí pelas esquinas, quer por críticos opositores ou defensivos, este não é o menos mau ou o mais abrangente filme da saga. Lê-se que o elemento da batalha final justifica a ida, até para o público mais severo, como possível de trazer alguma gratificação a esse mesmo público (composto na sua maioria por homens e mulheres arrastados por amigos ou caras-metades que procuram apaziguar, fazer sorrir, ou vir a seduzir). Esta afirmação não é válida.
Tal como tudo o resto, até o combate climático está captado com uma mediocridade absurda, isto em termos de coreografias, efeitos especiais, drama…e acima de tudo é uma vítima dessa arma que caiu em desuso, o twist abstrato. No final da sequência, quando já muitos dos personagens mais amados e odiados morreram e o vilão Aro enfrenta a morte, apercebemo-nos que toda este conflito foi representado na sua mente, tratando-se de nada mais do que uma previsão negra do futuro, caso Aro (espero que saibam quem é, um dos líderes dos Volturi. Os vampiros maus. Os italianos de peruca e sexualidade dúbia? Esses) decidisse atacar os Cullen (também espero que saibam quem são porque não quero turgir ainda mais os meus dedos com calos para explicar esta mitologia barata).


Twilight não consegue existir sem causar a dor do público racional. É tudo um sonho? A batalha final, a apoteose visual e dramática, o climax, o choque de titãs? Tudo um sonho? A única achega de diversão e entretenimento neste produto monótono e destrutivo teve que ser violada pelos produtores, essa matilha acobardada da Summit, para evitar incitar a fúria dos fãs ao verem os seus personagens favoritos morrerem e ao mesmo tempo usada como isco com o elemento de “porrada em catadupa”, para atrair o público ingénuo.
Enfim, é triste, os atores estão tristes, a história é absurdamente quase inexistente, o que se torna triste, pelo menos para mim. Pude contar pelos dedos das mãos o número de vezes em que saíamos de um carreiro coerência estrutural na narrativa para perdermos entre 5 a 10 minutos com Bella a testar os seus poderes ou a matilha toda de vampiros “bons” a criar estratégias para se protegerem dos vindouros Volturi.

Anúncios

About ossosborea

Como nunca estive legalmente empregado, não posso dizer que estou a um passo do desemprego, mas só com o tempo livre presumido de alguém nesse estado poderia criar este espaço. Bem-vindos e demorem-se, espero que...

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: